terça-feira, 11 de janeiro de 2011

SIMPATIAS EM POEMA: "COCEIRA DA AROEIRA"




Cidinha Souza Pinto
Dez. 2008
Revisto jan 2011

Aroeira é uma árvore
das nativas, brasileira.

Mas aqui vai um recado,
até em forma de alerta,
Se é mulher, fique alerta.
É uma planta bem vistosa
de copa muito frondosa,
Mas somente pra mulher
não está de brincadeira:
É uma planta traiçoeira.

Se em baixo dela passar
seu corpo num só segundo
começa logo coçar.
Eu que era bem descrente
Nunca fui de acreditar
em conversa bem fiada
Dizendo pra todo mundo
Que logo um dia chegasse
A árvore tão poderosa
iria desafiar.

Meu pai um bom lavrador
De plantas, conhecedor,
me alertou sobre as coceiras
mas me levou pra bem perto
dessa árvore traiçoeira
dizendo-me: Olhe, filha
Esse é o pé de aroeira.

Muito esperta para vida
procurando pela prova
de que tudo era conversa:
“Não há planta poderosa
Nessa vida adversa.”

Em seu tronco me agarrei
Com suas folhas me esfreguei,
esperando a comprovação
que viria logo, então:


Num instante, de repente
senti meu corpo tremer
Meu rosto todo se inchou
Minha voz enrouqueceu
Minha cor então mudou
De branquinha que eu sou
Um vermelhão se chegou.

Não fosse pelo meu pai
Um grande conhecedor
das simpatias da vida,
teria que ir correndo
consultar um bom doutor.

E então a simpatia
veio logo em seu socorro
Para então qual fosse anjo
dar certeira precisão
Como fez com a Maria
em tempo de Anunciação:

“Pra se proteger da danada
Por ela poder passar,
Não distante, mas bem perto,
Ficando mais que esperto
É só dizer muito alto
Que é pra planta escutar:”

“Bom dia,
Árvore amiga
Permissão para passar”

Se o acaso assim quiser,
Voltando de onde saiu,
pela aroeira passar,
usando o mesmo caminho
pra não ter que se coçar,
Diga outra vez, com voz forte:

“boa tarde,
Árvore amiga,
Permissão para voltar”.

Plantas têm bom ouvido.
Faz parte de seu sentido
ter sua boa educação.
Bastar também ter a sua
Na troca, só gratidão.


Agora que tô curada
e pra dizer bem sarada
Mudei minha opinião.
Ouço sempre os conselhos
dos que têm no coração
a grande sabedoria
pra fazer aplicação,
salvando de sofrimento
e de uma grande afliçã,o
passando o ensinamento
geração a geração.

Então deixo aqui essa prosa
mais essa grande lição.
Tenham sempre bom respeito
A todos que com a reza
aliviam sua aflição,
respeitando a Natureza
que com toda sua beleza
digo com toda a certeza,
só quer consideração.

Um comentário:

  1. parece que para passar perto da arrueira tem que ser poéta!!! kkkk

    ResponderExcluir